O Caminho do Coração… um caminho de fraternidade

O Caminho do Coração tem na encíclica Fratelli tutti um mapa para viver de modo concreto o desafio da compaixão: fazermo-nos mais irmãos e irmãs, construir um mundo mais fraterno. A encíclica de Francisco é um guia para forjar um estilo de vida que, com gestos e atitudes concretos, desarticule as tendências do coração e do mundo que não favorecem a fraternidade. Convida-nos ao discernimento destas tendências e pede-nos disponibilidade, escuta e determinação para favorecer a amizade social e a fraternidade. O Caminho do Coração, itinerário espiritual de formação da Rede Mundial de Oração do Papa, ajuda-nos a fazer um caminho de transformação do próprio coração vivido concretamente à luz da proposta da encíclica.

Fratelli tutti propõe um caminho em que todas as dimensões da vida das pessoas são campo propício para cultivar a fraternidade: a vida simples de uma família e dos seus membros, as comunidades, as políticas do Estado e as religiões. Cada comunidade, grupo e pessoas individuais, no próprio âmbito, são chamados à fraternidade, a um estilo de vida fraterno que encarne concretamente a compaixão de Jesus Cristo pelo mundo. O diálogo e a amizade social implicam uma disposição do coração, pois são um caminho que encarna o amor e a compaixão. O Caminho do Coração, com o percurso dos seus passos, propõe-nos um itinerário mistagógico e catequético de encontro com Cristo que nos abre à missão de compaixão e nos ajuda a discernir e escolher modos concretos de encarnar a fraternidade na nossa própria realidade.

Convidamos-te a viver O Caminho do Coração à luz de Fratelli tutti, uma forma de encarnar na tua vida este chamamento de Francisco à amizade social e à fraternidade. “Ninguém pode experimentar o valor de viver, sem rostos concretos a quem amar… A vida subsiste onde há vínculo, comunhão, fraternidade; e é uma vida mais forte do que a morte, quando se constrói sobre verdadeiras relações e vínculos de fidelidade. Pelo contrário, não há vida quando se tem a pretensão de pertencer apenas a si mesmo e de viver como ilhas: nestas atitudes prevalece a morte” (Papa Francisco). 

Bettina Raed – Coordenadora Internacional (O Caminho do Coração)

Fonte: Newsletter ClickToPray, 27-07-2021