Páscoa com Taizé

Os Irmãos da Comunidade de Taizé oferecem ao longo de todo o ano, aos milhares de pessoas que os visitam e rezam com eles, a vivência semanal da Páscoa, com os seus tão conhecidos cânticos e modos de rezar.

Neste Passo para Mais, o Passo-a-Rezar propõe-te o Tríduo Pascal ao jeito de Taizé, com meditações do fundador da Comunidade, o Irmão Roger Schutz, e do seu atual prior, o Irmão Alois Löser, organizadas por Alzira Fernandes. Encontras ainda um pequeno vídeo do Irmão Alois, explicando de forma simples esta proposta tão especial.

Para celebrares o mistério pascal da paixão, morte e ressurreição do Senhor quando e onde quiseres.

DOWNLOAD

Fonte: Passo a Rezar

Papa Francisco: O Sacramento da Reconciliação

O que o sacramento da Reconciliação significa para você? Você já viveu essa experiência? Francisco nos diz: “Quando me confesso, é para me curar, para curar minha alma. Para sair com mais saúde espiritual”. O Papa nos convida a viver este sacramento do amor que transforma a vida: “o centro da confissão não são os pecados que contamos, mas o amor divino que recebemos e de que sempre precisamos”. Deus é maior do que os nossos pecados. Divulgue esta mensagem cheia de alegria para todas as pessoas que quiser e aproveite o sacramento do perdão para saborear a infinita misericórdia do Senhor. É um grande dom!

Papa Francisco: Promoção da paz no mundo

Nenhuma religião convida à guerra, nem ao ódio ou à violência. Ao contrário, convidam-nos a defender os valores da paz e da fraternidade humana. Em contrapartida, o diálogo e a compreensão entre os seres humanos são parte essencial de seus ensinamentos que somos convidados a seguir. “Num mundo dividido e fragmentado, quero convidar à reconciliação e à fraternidade entre todos os que creem e também entre todas as pessoas de boa vontade. A nossa fé leva-nos a difundir os valores da paz, da convivência, do bem comum. Rezemos para que os cristãos, os que seguem outras religiões e as pessoas de boa vontade promovam juntos a paz e a justiça no mundo. Obrigado.”

No dia da Sagrada Família, a solidariedade do Papa a quem perdeu familiares na pandemia

Após rezar o Angelus, ao saudar as famílias, grupos e fiéis que acompanham pelos meios de comunicação, o Santo Padre dirigiu seu pensamento em particular “às famílias que nos últimos meses perderam um familiar ou foram provadas pelas consequências da pandemia. Penso também nos médicos, enfermeiras e todo o pessoal de saúde cujo grande empenho na linha de frente do combate à propagação do vírus teve repercussões significativas na vida familiar”. O Papa também confiou ao Senhor “todas as famílias, especialmente as mais provadas pelas dificuldades da vida e pelas feridas da incompreensão e da divisão. O Senhor, nascido em Belém, conceda a todas a serenidade e a força para caminharem unidos no caminho do bem”.

Fonte: Canal de YouTube – Vatican News

Papa Francisco: A inteligência artificial

Você sabe quanto a inteligência artificial vai mudar sua vida? Muito? Não. Muito mais do que você pode imaginar, embora também isso dependa de onde você mora. Carros sem motoristas, robôs em sua casa, drones que transportam pacotes pelas ruas… Tudo isso já faz parte do nosso mundo. É o presente, não o futuro. Os limites da inteligência artificial e da robótica são difíceis de imaginar. Portanto, também devemos estar cientes dos perigos que seus avanços podem trazer: desigualdade de oportunidades, discriminação, etc. Que o desejo expresso pelo Papa Francisco na encíclica Fratelli tutti seja realizado! “Como seria bom se, ao aumento das inovações científicas e tecnológicas, correspondessem também uma equidade e uma inclusão social cada vez maior!”

Dia Mundial do Migrande do Refugiado | “Forçados como Jesus Cristo a fugir”

(este video será publicado no blog nas secções da catequese da adolescência)

Um mês depois do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado (DMMR) a Santa Sé assinala a data recordando, em vídeo, as palavras do Papa Francisco e um testemunho do padre Jalal Yako, missionário rogacionista iraquiano, que trabalha em contacto direto com os deslocados internos no campo de refugiados de Erbil, no Iraque.

“Ainda ressoam em nós as palavras do Santo Padre  em favor dos migrantes e refugiados e de todas as pessoas que lhes prestam ajuda”, lê-se no comunicado da secção enviado hoje ao EDUCRIS.

“Para recordamos juntos os momentos mais belos deste Dia, enviamos um novo vídeo com as palavras pronunciadas pelo Papa Francisco e com o testemunho pessoal do Padre Jalal Yako, missionário rogacionista iraquiano, que trabalha em contacto direto com os deslocados internos e relata a sua experiência no campo de Erbil”, sustenta a missiva.

Todo o material produzido pela Secção Migrantes e Refugiados durante a campanha de comunicação em preparação do DMMR continua a ser atual e está à disposição no sítio internet da Secção.

Fonte: Educris

Papa Francisco: Mulheres nas instâncias de responsabilidade da Igreja

Pelo batismo, todos somos chamados a ser discípulos missionários do Senhor. Muitas mulheres, respondendo a este chamado, mantêm a Igreja de pé em todo o mundo, com admirável dedicação e fervorosa fé. É o que reconhece o Santo Padre ao propor “que as mulheres tenham uma participação real e eficaz na organização, nas decisões mais importantes e na orientação das comunidades, mas sem deixar de fazê-lo com o estilo de sua marca feminina”. Não é a primeira vez que ele insiste em que as mulheres ocupem cargos de responsabilidade na Igreja e participem de seus organismos de decisão.

“Ninguém foi batizado sacerdote ou bispo. Não. Todos nós fomos batizados como leigos.

Leigos e leigas são protagonistas da Igreja.

Hoje é especialmente necessário ampliar os espaços com presença feminina relevante na Igreja.

E com presença leiga se entende, mas sublinhando o feminino, porque as mulheres costumam ser deixadas de lado.

Devemos promover a integração das mulheres nos lugares onde são tomadas decisões importantes.

Rezemos para que, em virtude do batismo, os fiéis leigos, e as mulheres de modo especial, participem mais das instâncias de responsabilidade da Igreja, sem cair em clericalismos que anulem o carisma laical.”

Papa Francisco: Respeito pelos recursos do planeta

“Temos que nos convencer de que desacelerar um determinado ritmo de produção e consumo pode conduzir a outro modo de progresso e desenvolvimento” . O Papa Francisco nos diz que é impossível manter o nível atual de consumo nos países mais desenvolvidos à custa da exploração dos recursos naturais do restante do planeta. Temos que abandonar o hábito do descarte e acabar com os desequilíbrios comerciais que têm tantas consequências ruins para a ecologia.

Continuar a ler